Ortodontia

O que é Ortodontia?

Ortodontia é o ramo da Odontologia referente ao estudo, prevenção e tratamento dos problemas de crescimento, desenvolvimento e amadurecimento da face, dos arcos dentários e da mordida, ou seja, das disfunções dento-faciais, visando um correto equilíbrio entre dentes, lábios e ossos maxilares.

O que é um especialista em Ortodontia ?

Um especialista em Ortodontia é um profissional que, após sua graduação como cirurgião-dentista, concluiu um curso de pós-graduação em Ortodontia, com duração média de 24 meses, a nível de especialização, mestrado ou doutorado, com treinamento específico para diagnosticar e tratar irregularidades dentais e faciais.

Por que você precisa de tratamento ortodôntico ?

Para obter uma melhora nos sistemas mastigatório e respiratório, na saúde bucal e na aparência facial.
O correto formato das arcadas e adequado contato entre dentes superiores e inferiores melhoram a mastigação, a fonação, a deglutição e a respiração. A saúde bucal também é melhorada com o tratamento ortodôntico, pois quando os dentes encontram-se apinhados ou sobrepostos a higiene oral inadequada provoca o aparecimento de cáries e doenças gengivais. Portanto, estando os dentes bem alinhados torna-se muito mais fácil o seu cuidado.
Além disso, a beleza da face e do sorriso representam um papel importante para elevar a autoconfiança e a autoestima.

Qual a melhor idade para fazer um tratamento ?

Pacientes de todas as idades podem se submeter ao tratamento ortodôntico, com resultados comprovados. O ideal é que toda criança passe por uma consulta aos 6 anos de idade – quando há o início da troca dos dentes de leite pelos permanentes – para uma avaliação dos dentes e do crescimento dos ossos da face. O exame precoce de uma criança permite que o ortodontista avalie e detecte algum problema ortodôntico e planeje o tratamento, se necessário. Caso contrário, ele orientará os pais para retornarem posteriormente, para uma nova avaliação ou para o acompanhamento do crescimento e da erupção dos dentes.

Pacientes adultos e idosos podem receber tratamento ?

Antigamente, o tratamento ortodôntico era realizado somente em crianças e adolescentes. Entretanto, o processo básico que envolve a movimentação dos dentes é o mesmo em qualquer idade e, com isto, os adultos e idosos também podem se beneficiar com o tratamento ortodôntico. Além de corrigir a posição dos dentes, o tratamento auxiliará na obtenção dos espaços necessários para reabilitação com implantes ou próteses, que podem estar prejudicados por inclinações ou migrações dentárias.

Qual a duração do tratamento ?

Como os casos clínicos possuem níveis de complexidade distintos, cada tratamento terá uma conduta específica e uma duração que varia, normalmente, entre 18 e 36 meses, em média. Por este motivo, apenas após uma rigorosa avaliação inicial e a realização dos exames necessários (documentação ortodôntica) será possível estimar as fases, a duração efetiva e o custo do tratamento.
Na primeira visita ao consultório o paciente será examinado clinicamente e informações importantes serão solicitadas, tais como hábitos orais, traumas nos dentes, doenças, tratamentos hormonais e uso de medicamentos, por exemplo.
Além disso, nesta consulta o ortodontista será capaz de dar uma orientação quanto às opções de tratamento disponíveis e solicitará a realização da documentação ortodôntica, que inclui modelos de gesso das arcadas, radiografias e fotografias dos dentes e da face.
Na segunda consulta, posteriormente à obtenção da documentação ortodôntica necessária, será apresentado ao paciente ou ao seu responsável o planejamento completo do caso clínico, contendo todas as fases, duração efetiva e custo.

Qual a origem dos problemas ortodônticos ?

Os “problemas ortodônticos” podem ter origem genética ou hereditária (ou seja, transmitida dos pais aos filhos). Os mais comuns são as desarmonias ósseas, fissuras palatinas, ausência, excesso ou tamanho anormal dos dentes e incompatibilidade entre o tamanho dos ossos maxilares e o tamanho dos dentes.
Outro grupo de problemas são as causas adquiridas, tais como a sucção prolongada de chupeta ou dedos, problemas respiratórios (amígdalas ou adenoides hipertrofiadas), problemas alérgicos, cáries dentais, perda de dentes e traumatismo.

Quais os tipos de aparelho utilizados ?

O tipo de aparelho a ser utilizado dependerá da fase do tratamento ortodôntico e da idade do paciente.
O aparelho fixo pode ser metálico, de porcelana ou de safira, sendo os dois últimos muito utilizados por pacientes que necessitam ou desejam uma melhor estética durante o tratamento.
Os aparelhos removíveis podem ser de vários tipos e, na maioria das vezes, são utilizados como auxiliares do tratamento ortodôntico total.

Clique Aqui e Conheça os Tipos de Apararelho